Telecine random movie of the day is… “My sassy girl” / Filme sorteado do Telecine de hoje é… “Ironias do Amor”

Algumas pessoas curtem ir pra “náiti” (night) quando é possível. Outras gostam de ficar em casa, estiradas no sofá, vendo filme. Pertenço a essa segunda categoria. Tendo canal fechado aqui em casa, abrangendo Telecine, sorteio com frequência filmes para assistir. Como já disse em um post anterior, dificilmente desgosto de algo. Mas em termos de filme, mantenham-me longe do Woody Allen, pelamor…

Erm, indo mais ao ponto. O filme sorteado do dia foi o “Ironias do Amor”, Telecine Light, que é o que há. Comédia romântica, água com açúcar, sem roteiros complicados, mais uma janta que é resto de almoço, delícia. Sem gozação, é bom mesmo.

Comecei a ver o filme e achei uma doideira total, mas… acabei me identificando com ele. Os mais íntimos, sabendo que falei isso, talvez entendam a que me refiro. Como não sou de contar spoilers, o assunto morreria por aí, mas queria abordar um tema presente no filme: a troca de informações.

Sim… troca de informações. Sinto que apesar do contato presencial e virtual, através da Internet e dos diversos meios de comunicação derivados dela, como MSN, Orkut, Facebook, Twitter e blogs, da facilidade do acesso à informação em geral, não consigo dizer que conheço uma pessoa a fundo. Penso em um fulano de tal, que conheço faz anos, e percebo quão superficialmente o conheço. Por que, apesar da possibilidade de acesso a informações ser enorme, as pessoas se conhecem cada vez menos? Por acaso é uma relação inversamente proporcional, quando menor o acesso à informação mais profundamente conhece-se um indivíduo? Antigamente não havia Internet e as pessoas se conheciam melhor, acredito. Havia mais contato humano. É esse o diferencial? É algo a ser pensado…

———–

Some people like to hang out at night when it’s possible. Others like to stay at home, lying in the sofa, watching a movie. I belong to this second class. I got some channels focused on playing movies on TV, so it’s the perfect opportunity to enjoy it. I chose one among 5 or more movies playing at the time and, as I said in a previous post, I hardly ever dislike something, so it’s pretty easy to find a movie to be enjoyed. But please, keep Woody Allen’s movies, no matter if he’s the director, the producer, the actor or the cameraman, away from me, for G’d’s sake.

Err, back to the topic. Today’s raffled movie was “My sassy girl”. Romantic comedy, humdrum movie, no complex plot, followed by lunch’s leftovers as dinner. Tasty, really!

I started watching the movie and it was so crazy, but… I felt connected to this movie. A lot of situations that happened in the movie happened in a similar way to me too. Some closer friends who read this might understand what I’m talking about. Since I am not a spoiler person, the subject would end here, but I’d like to talk about  a topic shown in the movie: exchange of information.

Yes… exchange of information.  I feel that, even though we keep meeting people in real life and virtually, through the Internet and some Internet’s derived media, as Messenger, Facebook, myspace, Twitter and blogs, through easy access to information in general, I can’t say I really know someone. I can think in a certain person whom I know for years and I realize I know it very superficially. Why do people know each other so badly, even with this huge possibility to access personal information? Is it inversely proportional, the less access you get to someone’s information, the better you know this individual? There weren’t anything such as the Internet in the past and people knew each other better, in my opinion. There were more human contact among them. Is this what makes the difference? It’s something to be thought…

Advertisements
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

2 Responses to Telecine random movie of the day is… “My sassy girl” / Filme sorteado do Telecine de hoje é… “Ironias do Amor”

  1. Mãe says:

    Parabéns pelo lançamento do blog, filho! Gostei da iniciativa e dos textos. Quanto ao último, gostaria de comentar que a internet me parece ser justamente a responsável por essa superficialidade das relações atuais. Embora se tenha acesso a dados concretos sobre a vida de qualquer pessoa por meio virtual, dando a impressão de que se conhece bastante alguém dessa maneira, a falta ou escassez de diálogo real entre as pessoas traz à tona essa impressão que te inquieta. É frente a frente, nas conversas “olho no olho” que se conhecem bem os amigos.

  2. Lica says:

    Oi gui! Gostei do blog! Vou acompanhar, tu escreves muito bem!
    Eu também concordo. A internet parece que aproxima mas na verdade afasta. Faltam encontros, telefonemas e coisas mais próximas. Até comentei isso no fbook esses dias…
    beijao

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s