Work, Purim, host families, Jerusalem / Trabalho, Purim, famílias adotivas, Jerusalém

Two more weeks and a lot of things happened.

The past week started with a Purim party in the kibbutz reder ochel (dining room). Lights, costumes, drinks and dance made it a memorable party, it was lots of fun.

Still regarding Purim, we played Secret Santa. With some help, I made a picture of my secret friend’s family and she loved it, she had nothing to remind her loved ones. And I received an American Sign Language guide, 100% made by Stefanie Koren. Useful, really, thanks!

We started working last week, Ulpan will be a full morning and 2h in the afternoon per week from now on. Honestly, I expected much more from it, but this might be only me. I am working on gardens around the kibbutz, there are some trees and bushes that need to be pruned, the group in which I am working is in charge of fixing them. Antonia, another participant of Oranim, is in this duty too.

We are working with Iossi, Isaac, Rosen and Raia. Among themselves they speak a fast Hebrew, but when it comes to talking to us they change the language to English rather than a slow and understandable Hebrew with explanation. Even so, I am learning a little of Hebrew. “Deshe” and “halim”, for instance, mean “grass” and “leaves”, while this funny word, “matate”, means broom. Funny because in Spanish it means kill yourself… no laughs? Never mind then.

Leo – a participant from the previous Oranim group whom is still around – and I went to Kfar Saba to watch the volleyball game from our kibbutz’s team against the local team. It is like 1h30min from here, we spent the trip talking to the Brazilian players and when coming back I felt asleep as I always do on buses. We lost because of damn 3 points, for G-d’s sake! Because of that, we are qualified for the semifinals, which consist of the best out of 5 games, 3 in the court of the best ranked team (not us because of this loss) and 2 in the other team (us). One of those 5 games happened this week, we failed miserably.

Together with other Oranim’s groups, we went to Jerusalem and could see the 4 quarters and some gates from the Old City, the shuk and the Western Wall, besides some history. Jerusalem is an old city, much older than Israel, the First Temple was built in 1000 b.C. for instance. Jerusalem was besieged, destroyed and rebuilt several times.

The weather didn’t help, it was raining and cold, but even so the trip was great. It was good to get some contacts, so that we can visit them in other cities in Israel and we can receive visitors for free. There are a few pictures on Facebook.

We also met our host families this week. My family consists of Edu and Revi, the parents, and Gali (5 1/2 years) and Jessi (3yo). They are really nice people and it seems they have a lot of work, since they work outside the kibbutz and kids also demand a lot of energy. I am trying to be helpful, not to tire them even more. They have helped me a lot so far, I got a bicycle, some knee protection for soccer, Hebrew practice, company. I couldn’t have asked for anything else I suppose.

We had 2 Enrichment Activities in those 2 weeks, one topic was about Jerusalem – it happened a day before our trip – and the other about Zionism, a little bit of the story of how Israel was created.

Today (March 31st) Tamara, my Hebrew-friend-teacher from Brazil, visited me. She came along with a friend and they stayed for about an hour here, talking to some people from the group and me. It was good to see a Tower of Babel in front of me, so many languages together, Portuguese, English, Spanish and Hebrew haha. She brought some books, DVDs, pictures, comics… thanks mom, Camila and Tamara for those gifts!

————-

Mais duas semanas e bastante coisas aconteceram.

A semana passada começou com uma festa de Purim no refeitório do kibbutz (reder óchel). Luzes, fantasias, bebidas e dança tornaram a festa memorável, bem divertido.

Ainda sobre Purim, fizemos um Amigo Secreto. Com alguma ajuda, fiz um quadro da família da minha amiga secreta e ela adorou o presente, não tinha nada que lembrasse os entes queridos. E eu ganhei um guia da língua de sinais americana, 100% feito pela Stefanie Koren. Bem útil, muito obrigado!

Começamos a trabalhar na semana passada, o Ulpan vai ser só uma manhã inteira e 2h durante a tarde por semana. Honestamente, eu esperava muito mais das aulas de hebraico, mas talvez seja uma opinião isolada.

Tô trabalhando nos jardins espalhados pelo kibbutz, tem algumas árvores e arbustos que precisam ser podados e o grupo no qual me colocaram tá encarregado de cuidar disso. A Antonia, outra participante do programa, tá nesse serviço também.

Estamos trabalhando com o Iossi, o Isaac, o Rosen e a Raia. Entre eles rola um hebraico rápido e difícil de entender, mas quando falam com a gente é em inglês, ao invés de um hebraico mais devagar e com explicações. Mas mesmo assim tô aprendendo um pouquinho de hebraico, por exemplo “deshe” e “halim” significam “grama” e “folhas” (de árvores), enquanto essa palavra engraçada, “matate”, significa vassoura. Não acharam graça? Eu tentei, foi mal.

Leo – um participante do programa passado do Oranim, ainda tá por aqui – e eu fomos até Kfar Saba para olhar o jogo de vôlei do time do nosso kibbutz contra o time local. Kfar Saba é 1h30min daqui, gastamos o tempo de ida da viagem conversando com os jogadores brasileiros no ônibus e na volta eu capotei como sempre faço em ônibus. Perdemos por míseros 3 pontos, porca miséria. Por causa disso, fomos classificados para as semifinais, que consiste em 5 jogos, quem levar a melhor de 5 vai adiante. 3 jogos vão ser na casa do time melhor colocado (o outro, já que perdemos essa partida) e 2 na nossa casa. Um dos 5 jogos já aconteceu nessa semana agora, perdemos feio.

Junto com outros grupos do Oranim, viajamos até Jerusalém e vimos os 4 quartos e alguns portões da Cidade Velha, o shuk e o Muro das Lamentações, além de um pouco de história. A cidade de Jerusalém é muito antiga, muito mais que Israel, o primeiro Templo já data de 1000 a.C. por exemplo. Jerusalém foi sitiada, destruída e reconstruída várias vezes.

Embora o tempo não tenha ajudado, tava chovendo e frio, a viagem foi boa. Valeu para conseguir alguns contatos, assim a gente pode visitar outros grupos em outras cidades israelenses e receber visitas de graça. Tem algumas fotos no Facebook do passeio.

Nós também conhecemos nossas famílias adotivas essa semana. Minha família é o Edu e a Revi, os pais, e as crianças, Gali (5 anos e meio) e Jessi (3 anos). Eles são gente boa e parece que trabalham muito, já que passam o dia inteiro fora do kibbutz e as criança danadas dão um trabalhão. Tô tentando ajudá-los ao invés de cansá-los ainda mais. Eles me ajudaram muito até agora, ganhei uma bicicleta, joelheira pro futebol, alguém com quem praticar hebraico, companhia. Acho que eu não poderia pedir por mais nada.

Tivemos 2 Enrichmente Activities nessas semanas, uma era sobre Jerusalém – foi 1 dia antes da viagem – e a outra sobre Sionismo, foi um pouquinho da história de como Israel surgiu.

Hoje (31 de março), a Tamara, minha amiga-professora de hebraico, veio me visitar. Ela veio com uma amiga e elas ficaram por 1h aqui no kibbutz, conversando com o grupo e comigo. Foi bacana de ver uma torre de Babel aqui, teve português, inglês, espanhol e hebraico hehe. Recebi algumas encomendas, livros, DVDs, fotos, revistinhas… mãe, Camila e Tamara, obrigado pelos presentes!

Advertisements
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

3 Responses to Work, Purim, host families, Jerusalem / Trabalho, Purim, famílias adotivas, Jerusalém

  1. Ida says:

    Sempre um bom relato de coisas interessantes!

  2. anna says:

    Amei saber de tudo e hoje falei com o Arthur que sugeriu que tu conheças a cunhada dele de Israel. Ela mora em Jerusalém, eu achei que tu não ias querer, se quiseres me avisa. Beijos.

    • guichazan says:

      oi Nhanha. Só percebi o comentário agora, desculpa. Tô indo pra Jerusalém na 4a-feira e volto na 6a, vou ficar hospedado com a Tamara na casa da amiga dela, vai faltar tempo eu acho. Mas agradeço a tentativa, quem sabe uma próxima vez.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s